Venom, novo “3 em 1”: controlador, sintetizador e interface de áudio

/, Homestudio, Pianos e teclados/Venom, novo “3 em 1”: controlador, sintetizador e interface de áudio

Venom, novo “3 em 1”: controlador, sintetizador e interface de áudio



Apresentação do Venom na AES Brasil 2011

Entre os dias 17 e 19 de maio, São Paulo recebeu a 15ª edição da Convenção da AES Brasil (Audio Engineering Society) no Palácio das Convenções, em São Paulo. Além das palestras sobre temas específicos do mundo do áudio, atração para profissionais e estudantes do setor, o evento realiza sua tradicional feira de tecnologia musical, com mais de 50 empresas expondo suas novidades ao mercado. A partir de hoje, o Overdubbing vai trazer algumas desses lançamentos que estão chegando às prateleiras brasileiras, como o novo controlador Venom, da M-Audio (assista acima ao vídeo exclusivo).

Controlado Venom, da M-Audio
Controlador Venom: novidade no estande da Quanta Music na AES 2011

O equipamento, que é importado exclusivamente que Quanta Music, é o que podemos chamar de “três em um”, pois é placa de áudio, controlador MIDI e sintetizador. Com 49 teclas e quatro oitavas, o Venom combina o som dos clássicos sintetizadores analógicos com processamento digital, incluindo ajuste de parâmetros através de um pequeno display no painel superior, ou por meio de um software editor incluso para instalação no computador. Um dos pontos altos do equipamento é a possibilidade de utilizá-lo como interface de áudio com o Pro Tools M-Powered 8, ou na sua nova versão 9.

O Venom oferece 512 patches em modo single e 256 em modo Multi (múltiplas camadas), com 41 ondas diferentes de oscilador e 53 sons de bateria inclusos. Cada uma das 12 vozes simultâneas conta com três osciladores, incluindo, ainda, síntese FM e wave shaping dinâmico para criar sons híbridos. O Venom possui filtros ressonantes que operam em múltiplos modos, 12dB/oitava com dois pólos e 24dB/oitava com quatro pólos, emulação de saturação e limiter de válvula para som de overdrive. Cada voz também possui três LFOs com amostras selecionáveis e mais três envelopes AHDSR para o controle do som.

Software editor Vyzex editor: acesso a diversos parâmetros do equipamento
Software editor Vyzex editor: acesso a diversos parâmetros do equipamento

Já o recurso Multi Mode permite acionar bateria, baixo, melodia e outras partes simultaneamente, sendo indicado para apresentações ao vivo. Cada parte tem um sequenciador de reprodução de padrões de ritmos pulsantes e linhas de sintetizadores, tudo sincronizado em BPM via tap tempo. No campo da edição do áudio, o software incluso (Vyzex editor) oferece a representação gráfica de todas as configurações e parâmetros do Venom. É possível, por exemplo, organizar os sons em bancos, renomear patches, salvar backups no computador, bem como compartilhas sons com outros usuários.

As entradas de microfone e de linha permitem gravar vocais, guitarra e outros instrumentos diretamente em sua DAW, sem a necessidade de equipamentos adicionais, segundo destaca a fabricante. Um dos pontos legais do produto está na possibilidade de gravar faixas MIDI no software de sua utilização no computador e, então, reproduzi-las em tempo real usando o sintetizador interno do Venom. A vantagem está na economia de processamento, já que no lugar de instrumentos virtuais utiliza-se o som do próprio teclado. Para mais informações, acesse a página do Venon na Quanta Music.

Especificações técnicas:
• 49 teclas com ação leve
• 12 notas de polifonia
• Três osciladores com 41 formas de onda
• 53 sons de bateria
• Síntese FM digital
• Bateria eletrônica
• Pulse-width modulation, sync, FM e ring modulation
• Filtros ressonantes multi modos com saturação e limitação valvulada (emulada)
• 12 dB / oitava passagem (2 pólos) baixa
• 12 dB / oitava passagem (2 pólos)
• 12 dB / oitava passagem (2 pólos) de altura
• 24 dB / oitava passagem (4 pólos) baixa
• 24 dB / oitava passagem (4 pólos)
• 24 dB / oitava passagem (4 pólos) de altura
• Três LFOs
• Três envelopes AHDSR
• 16 rotas de modulação
• Operação multitimbral de quatro partes com sequenciadores MIDI sincronizáveis
• 512 presets de modo single
• 256 presets de modo Multi (múltiplas camadas)
• Duas mandadas de efeitos globais, incluindo Reverb, Delay, Chorus Flanger e Phaser
• Um efeito de inserção por parte multitimbral (4 no total), incluindo Compressão, equalização, distorção, redução de bits, Decimação
• Harpejador clássico
• Função Tap Tempo e controle de BPM manual no painel superior
• Interface de áudio / MIDI USB 2.0
• 2 x 2 canais
• Taxa de amostragem de 24 bits em 44,1 kHz
• Entradas para microfone, instrumento e linha
• Dois pré-amplificadores
• Roteamento dos som do sintetizador via USB
• Saída da DAW via saídas principais com conector P10 TS
• Saída de fone de ouvido estéreo com conector P10 TRS
• Botão de volume master
• MIDI In e MIDI Out com conectores DIN 5 pinos
• Monitor LCD grande e personalizado
• Quatro botões rotativos e um botão para controle de desempenho e edição
• Função de mudança de oitava e transposição
• Rodas de pitch bend e modulação
• Entrada para pedal de sustain com conector P10 TS
• Entrada para pedal de expressão com conector P10 TS
• Software incluso para edição em tempo real (Vyzex editor software)

*Overdubbing no Twitter*   I   * Overdubbing no Facebook *

Colunas no Overdubbing
Caminhos da composição
Mídias musicais
Produçao musical
Sonhos de um produtor
Pro Tools
Últimas do pedalboard

2011-05-22T21:57:23+00:00 maio 22nd, 2011|Categories: AES Brasil / EUA, Homestudio, Pianos e teclados|Tags: , , , |

About the Author:

Leave A Comment